quarta-feira, 2 de maio de 2007

SÓCIO ECONÓMICO


Em 28 de Janeiro de 1875 passou a ter escola primária, embora já o Diário de 1852 deixa supor que já a tinha.

Reparemos nos dados sócio económicos em 1796 com algum interesse:

224 homens, 203 mulheres, 2 barbeiros, 3 eclesiásticos seculares, 1 pessoa literária, 3 sem ocupação, 2 negociantes, 1 cirurgião, 26 lavradores, 24 jornaleiros, 3 alfaiates, 5 sapateiros, 5 carpinteiros, 1 ferreiro, 4 moleiros, 1 barqueiro arrais, 12 pastores, 10 criados e 9 criadas.

Em 1950 tinha 823 habitantes.

Na década seguinte tinha 8 produtores de azeite abastados, 2 armazéns de azeite, (no Cachão), Casa do Povo, 4 mercearias e 2 minas de arsénio, ouro e prata, e 1 professora.

Mas em 1981 eram 1794, o que não se pode separar de dois factos importantes:

O desenvolvimento do Complexo agro-industrial do Cachão e o regresso de ex. colonos africanos após a independência dos territórios portugueses em 1974/75.

Depois, em 1991 eram 1.471 residentes e, em 2001 ultrapassava ainda o milhar: 1139.
Destes 543 eram homens.

A grande maioria destas pessoas dedicam se à agricultura e um pouco à pecuária.
Noutras actividades, apenas alguns na área do Cachão ou na cidade.

Tem bons terrenos lateralmente ao rio Tua, atravessados pela Ribeira que vai desaguar ao rio ,bem perto da povoação, para o seu lado sul.

Por isso, a par de uma agricultura aprendida de geração em geração, também se vê alguma mecanização.

Carroças e tractores ou carrinhas. Charruas e arados, enxadas, mas também estufas e técnicas agrícolas mais modernas.

Produzem abundantemente azeite, vinho, hortaliças, frutas e cereais.
Há alguma pecuária: 5 rebanhos de ovelhas e um de cabras, bem como alguns muares para os trabalhos rurais.

Em 1995 tinha 5 cafés, 3 mercearias, 1 sapataria, 2 negociantes, 1 marceneiro, 1 alfaiate, 1 ferrador, 1 sapateiro, 1 padeiro, isto na aldeia de Frechas.

2 comentários:

Anónimo disse...

esta descrição sobre costumes, profissões está perfeita, é rica em pormenor, a mioria das informações aqui contidas confesso que não tinha conhecimento.em 1981, o número de habitantes era realmente grande e eu já fazia parte desse "NÚMERO "
OBRIGADA PELO TRABALHO QUE TENS TIDO COM O SITE DA NOSSA ALDEIA

Guedesnet disse...

Gostava de fazer melhor, mas vou poucas vezes a Frechas.
tenho que arranjar lá um correspondente.
saudações

Obrigado por teres visitado o meu blogue e volta sempre.