sábado, 29 de dezembro de 2007

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Mirandela (gelada)


O frio tem sido tanto que o Rio Tua gelou. Esta tarde, para completar o cenário, começaram a cair algumas amostras de neve que pintaram o gelo de branco. Apesar da beleza, frio é que não faltava. Mesmo assim não resisti a tentação de fotografar o rio, as pontes e a cidade, onde os cinzentos são as cores predominantes.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Cachão vai ter saneamento novo e calcetamento

Ainda pela freguesia de Frechas, mas na aldeia do Cachão, a autarquia vai avançar em breve com a instalação de uma nova rede de água e saneamento, para depois proceder ao calcetamento de toda a aldeia, incluindo tanto o bairro como a parte antiga.
"É a grande lacuna e falha na freguesia, tendo em conta tudo aquilo que envolve: nova rede de água, saneamento e arruamentos. Para ver se uma vez por todas pomos em ordem aquelas áreas que têm sido tremendamente difícil a sua gestão", conta José Silvano, presidente da Câmara.
A autarquia vai gastar cerca de 600 mil euros nos trabalhos, mas não será a única a investir no Cachão. Também a empresa Águas de Trás-os-Montes e Alto Douro já lançou o concurso para a construção de uma Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) que custará 500 mil euros, e ficará instalada no Complexo Agro-industrial do Cachão.
Obras que Jorge Pereira vê com agrado, assim como o finalizar da remodelação da escola do primeiro ciclo do cachão, terminada há dias. "Penso que há realmente boas condições de trabalho e valeu a pena as pessoas esperarem. Naturalmente que essas situações originam alguma insatisfação, mas isso é normal", diz o autarca de Frechas.
Jornal Terra Quente

Frechas vai ficar sem barracos


Os barracos localizados junto à igreja de Frechas, concelho de Mirandela, vão ser demolidos. São cerca de 70 metros quadrado de construções ilegais em zinco, madeira e outros materiais que ao longo dos tempos foram ganhando volume. A Assembleia de Freguesia decidiu que era altura de desaparecerem por completo.
"A Assembleia de Freguesia manifestou-se favoravelmente à proposta apresentada pelo executivo da Junta, como venho chamando à atenção. Do ponto de vista ambiental é um problema grave que ali temos", desabafa Jorge Pereira, presidente da Junta local. O processo passou agora para a Câmara Municipal de Mirandela, e José Silvano explica que a autarquia "vai fazer as respectivas notificações aos proprietários que têm um prazo de 15 para proceder à demolição ou chegar a acordo com a Câmara. Chegando a acordo ou não a Câmara procede à respectiva demolição". Nos barracos não vive ninguém, já que apenas servem para arrumos. E a população vê com bons olhos que desapareçam: "acho que deitar a baixo é melhor do que ficar aquilo ali. É uma vergonha aquilo. Parece mal e dá má vista à igreja e à rua", diz Maria Angelina, uma das moradoras na freguesia. Maria Antónia, apesar de "apenas" trabalhar no lar de Frechas, também é da mesma opinião e acha que "é bom que a Câmara deite abaixo", já que, acrescenta, "fica feio". Segundo Maria Angelina, os barracos já existem há mais de 20 anos, e o local até já serviu de passagem para a igreja. "Por um lado o acesso à igreja, mas por outro é o início daquela urbanização particular que está um trabalho extraordinário", acrescente Jorge Pereira com ar de satisfação por fim à vista que terá agora a construção ilegal.
Jornal Terra Quente


sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Frechas, escondida , no nevoeiro


O dia 13 de Dezembro esteve particularmente frio. O cenário do lado do Cabeço, em direcção ao Cachão e a Frechas, era este.

domingo, 2 de dezembro de 2007

NOTICIAS DE MIRANDELA



O blog de Frechas foi noticia , o meu muito obrigado ao Jornal Noticias de Mirandela, pela sua divulgação.

sábado, 1 de dezembro de 2007

A MINHA RUA



A MINHA RUA
Daqui, onde estou, consigo ver o mundo.
Não o mundo todo! Isso não!!! Seria até ridículo acreditar que sim. Vejo apenas o meu mundo. A MINHA RUA.

A ORIGEM DO NOME II


Um outro significado de Frechas é o de canas frechas ao longo do precurso do rio, aproveitadas na pirotecnia, de que derivou o termo frechas? Um mapa de 1734 apresenta um sitio denominado por terras de Canameiras, um documento antigo refere que aqui se fazia a dança das canas.
In Frechas tradição e modernidade



sexta-feira, 23 de novembro de 2007

ORIGEM DO NOME


Quanto ao topónimo de Frechas é um tanto ou quanto complicado descobri-lo, na medida em que não encontra-mos algo de concreto ao longo da nossa investigação que o pudesse indicar.
A onomástica frechas tem vário sinónimos.


Será que teve a sua origem por aqui se fabricarem flechas ou frechas, muito utilizadas na defesa como arma de arremesso, a ponto de D.João ll, conceder previlégios e liberdades aos besteiros do conto do julgado de Mirandela em que frechas se inseria?
in Frechas tradição e modernidade

quinta-feira, 1 de novembro de 2007

Quarta-feira, 18 de Outubro de 2006


O blog está de parabéns, foi no dia 18 de Outubro de 2006 que tudo começou. Obrigado a todos os visitantes e a todos aqueles que contribuiram para a sua divulgação.
Voltem sempre.

domingo, 21 de outubro de 2007

Barragem não afectará vinhedos nem linha de comboio

EDP já admitiu poder baixar a cota no Tua
Autarcas querem reduzir cota da barragem para viabilizar a linha ferroviária do Tua e desenvolver projectos turísticos na região vinhateira do Douro.
Mário de Carvalho
16:22 | Sábado, 20 de Out de 2007


A Barragem de Foz Tua poderá reduzir a sua cota de forma reduzir os impactos nas zonas vinhateiras da região e permitir a circulação de comboios na ferrovia do Tua. "Tivemos uma reunião com a EDP onde a empresa admitiu no caso de ser a seleccionada para a construção da barragem reduzir a cota, disse ao Expresso José Artur Cascarejo, presidente de Câmara Municipal de Alijó.
A Barragem de Foz Tua está integrada no Plano Nacional de Barragens recentemente divulgado pelo Governo. A sua execução à cota máxima (196m) implicaria a submersão da linha do Tua onde já foram gastos cerca de 3 milhões de euros na sua recuperação e afectaria parte importante de vinhas, nomeadamente, da Adega Cooperativa de Murça. As termas de Carlão e São Lourenço (Alijó e Carrazeda de Ansiães) estariam igualmente condenadas.
José Cascarejo salientou ainda que as autarquias (Mirandela, Alijó, Carrazeda de Ansiães, Murça e Vila Flor) querem que depois da construção a barragem se torne numa mais valia na região em termos e emprego e turismo: "Uma barragem não cria riqueza local. Depois de feita a zona fica um deserto. Queremos encontrar fórmulas para que esse investimento possa ser rentabilizado localmente e para isso contamos com quem vai construir a barragem".
Uma fonte de EDP, que solicitou anonimato, disse ao Expresso que a empresa "não revela a sua estratégia" para este projecto que irá a concurso público para a selecção da empresa responsável pela construção da barragem: "Apenas podemos dizer que trabalhamos com diversas cotas pelo que uma alteração na cota pode ser viável desde que a rentabilidade da barragem não seja posta em causa".

Fonte: Jornal Expresso

quarta-feira, 17 de outubro de 2007

RUA DA COVA DA MOURA


Fiquei estupefacto..., não sei se toda a gente ou na sua maioria, pensa como eu, mas...aínda não estou em mim, não havia necessidade de por um nome destes a uma rua, estarei enganado???
Não sei qual foi o critério usado dos nomes nas ruas, nem sei quem os colocou, mas parece-me que a Junta da Freguesia também terá algumas responsabilidades na sua colocação, por isso faço aqui um pedido ao Sr. presidente da Junta da Freguesia de Frechas na pessoa do Sr. Jorge Pereira:
"Por favor Sr. Presidente, mande alterar o nome dessa rua, por favor!!!"

Já agora aproveito para dizer que a Praça que agora se chama PRAÇA DO PELOURINHO, a sua anterior designação era a de PRAÇA DE D. DINIS, e pergunto: Porque mudou de nome?
Tozé Guedes

quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Panoramica do Tua


"O sol começava a espreitar sobre a linha pouco alta dos cabeços distantes e enviava raios, matinais, que se enfiavam entre as faias da beira esquerda, reflectindo-se nas águas sossegadas da represa, e lhes desenhavam os perfis esguios, que se atravessavam até ao lado de lá, como sucessivas pontes de sombra. As faias e salgueiros da margem direita, iluminados em cheio , espelhavam a sua alta verdura na toalha líquida, que lhes reproduzia a imagem recortada de pequenos abalos, pelo tremular levíssimo da corrente.
Da banda de cima, fechava o quadro uma ponte bucólica, com gracioso arco, por sobre o qual se lobrigava, ao fundo, a enorme roda de pás, que uma corrente provocada num caneiro, impelia a fazia levar a água lá acima, a uma terra campeira, simultâneamente; e lá se via a caleira de zinco, apoiada em rodrigas, espetadas em gancha pela leira fora, por onde corria a água ao tanque de rega.
No meio do rio, mesmo no meiinho, eleva-se uma pitoresca ilha, formada de duas fragas sempre humedecidas e guarnecidas de heras e musgos viçosos, dando pedestal a um salgueiro altivo!
Lindo, lindo, este panorama do Tua!"

Cabral Adão, "Paisagens do Norte", 1954.

segunda-feira, 8 de outubro de 2007

Barragem vai afogar linha do Tua


“O Governo ainda não sabe do que são capazes os transmontanos zangados, mas vai sabê-lo em breve”. A afirmação, de um popular de Mirandela, de 60 anos, retrata o sentimento da esmagadora maioria da população dos cinco concelhos – Mirandela, Vila Flor, Carrazeda de Ansiães, Murça e Alijó – onde vão chegar as águas da futura barragem de Foz Tua, uma albufeira que deixará submersos cerca de 30 quilómetros de uma das mais belas linhas ferroviárias de montanha de toda a Europa.
CM

terça-feira, 2 de outubro de 2007

Céu azul - Cachão

Quando o céu fica escuro e começam a cair as primeiras chuvas do Outono, já sentimos saudades do céu azul trasmontano.
A fotografia é da Barragem do Cachão, concluída em 1972, no tempo do Eng. Camilo Mendonça, para abastecer de água o Complexo Agro-Industrial e regar os respectivos terrenos agrícolas.

domingo, 30 de setembro de 2007

Ainda o "Homem de Ferro", em Frechas

Fica aqui uma reportagem do jornal "A VOZ do Nordeste", do dia 25 de Setembro sobre a realização da prova "Homem de Ferro", em Triatlo, que teve lugar em Frechas nos dias 14,15 e 16 de Setembro.

sexta-feira, 21 de setembro de 2007

Frechas-Mirandela ll

Novo video com fotos de Frechas, ainda não disponivel no Youtube, mas pode ser visto aqui.

segunda-feira, 17 de setembro de 2007

HOMEM DE FERRO - RESULTADOS

Pedro Gomes e Cláudia Martins sagraram-se campeões nacionais de Triatlo Longo (Iron Man), numa competição que teve lugar em Frechas, freguesia de Mirandela.

Numa prova que inclui 3 km de natação, 80 km de ciclismo e 20 km de corrida, Pedro Gomes superou Sérgio Marques (2.º) e Sérgio Dias (3.º).

Em femininos, a dinamarquesa Charlotte Kolters foi a vencedora, cabendo a Cláudia Martins (2.º) o estatuto de melhor portuguesa que lhe deu o título nacional. Na 3.ª posição ficou Susana Simões.

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Homem de Ferro 2007 em Triatlo, em Frechas - Programa


Lembro os mais distraídos de que o próximo fim-de-semana em Frechas, vai ser animado. Vai realizar-se o "Homem de Ferro - 2007" em Triatlo. Se o tempo estiver como está hoje, vai mesmo saber bem dar um passeio pela Praia fluvial, e descansar um pouco à sombra.

Vale da Sancha - Capela da Nossa Senhora do Aviso


"Capela da Nossa Senhora do Aviso ou Viso (Vale da Sancha): Situada no Monte do Viso, daqui é possível contemplar uma magnífica paisagem.
A arquitectura desta capela é de linhas simples e sóbrias. É pintada de branco e a porta, em arco, de castanho. A torre sineira, de um só sino, é em granito.
O seu interior encontra-se revestido de azulejos modernos e possui uma pequena capela, que poderá ter sido a primeira Igreja Matriz.
Foi reconstruída pelo povo em meados do século XX, visto que ameaçava ruir."
Fonte do texto: Site da Câmara Municipal de Mirandela

Foi no dia 30 de Junho de 2007 que fui pela primeira vez a Vale da Sancha. Mal cheguei à aldeia, os meus olhos dirigiram-se para a pequena capela que me desafiava no alto do monte e de onde podia ter uma vista privilegiada, não só da aldeia, mas da paisagem em direcção ao Cachão e a Frechas. Perguntei o caminho a alguns idosos e cheguei sem dificuldades. A capela estava fechada, mas, passei uns bons momentos fotografando Vale da Sancha e a paisagem em redor.

quarta-feira, 18 de julho de 2007

frechas-frechas.blogspot.com

Olá a todos os visitantes, estejam onde estiverem é com muita satisfação que todos os dias espreito o meu (nosso) blog, sobre a nossa terra FRECHAS. A maior parte dos objectivos foram
conseguidos com a realização deste blog, consegui de algum modo colocar a nossa terra na NET, por muitas pesquisas que eu fazia não conseguia encontrar absolutamente nada, coisa que agora já não posso dizer. Já vi as minhas fotos a serem utilizadas por outras pessoas, desde fotos do hi5 a ser utilizado como ambiente de trabalho nos PCs, o que deixa muito satisfeito. Mas existem outros dados que vos quero revelar.O blog já foi visitado 3243x, sendo PORTUGAL o primeiro da lista, seguido do BRASIL, EUA, ALEMANHA, FRANÇA, SUIÇA, ANDORRA e HOLANDA, estes são os que têm os números mais significativos. Por acesso directo teve cerca de 2800.
Por pesquisa cerca 400 visita.
As palavras chave usadas são: Frechas; matadouro do cachão; Mirandela; triatlo; cachão e casa dos araújos, entre muitas outras. O vídeo no Youtube já teve mais 400 visualizações e 5 links para outras páginas.
Já recebi emails e mensagens de pessoas que de algum modo estão ligadas a Frechas ou lá viveram e que ficaram admiradas por encontra um blog sobre Frechas.
Já travei conhecimento com algumas delas através da troca de emails. Tudo isto porque um dia tive a iniciativa de realizar este blog, bem hajam todos os que o visitam e deixam os seus comentários.Se alguém quiser que algum assunto seja aqui discutido, ou tiver algo de importante que seja aqui noticiado, pode contactar-me através dos seguintes mails.
correia.guedes@gmail.com ou correia.guedes@sapo.pt
Em relação ao inquérito que está na barra lateral, foram no total 42 votos: 14 responderam que vivem Frechas e 18 responderam Não, mas já vivi, já dá para concluir alguma coisa.
Não deixem de visitar o blog e deixar os comentários, são eles que me fazem continuar este trabalho, mesmo que sejam negativos.
Saudações.

terça-feira, 17 de julho de 2007

CARRO DE BOIS


O carro de boi é guiado pelo carreiro que caminha ao lado dos bois. Na mão ele tem uma vara comprida com um prego na ponta: é o ferrão. Com o ferrão ele espeta o boi que está fazendo corpo mole, ou o boi que está indo na direcção errada. E os bois obedecem. É impossível não obedecer as ordens da dor.
Quem não tem vontade própria fica à mercê do ferrão dos outros...
Mas o orgulho do carreiro está na música que o carro faz. Carro de boi é instrumento musical. A madeira do eixo, girando apertada na madeira do encaixe, produz um som contínuo, lamentoso, uivo de carpideira, um gemido sem fim. Quando o carro canta o carreiro sobe em cima, segura o ferrão na vertical como se fosse uma lança, e sorri, orgulhoso, como se fosse um músico dando um concerto.
Tenho saudade dessas músicas, a música do monjolo, a música do carro de boi. Dentro de mim elas continuam.
Rubem Alves

segunda-feira, 9 de julho de 2007

FRECHAS


Dia 29 de Maio, foram duas mil, ontem foram três mil, queria agradecer mais uma vez a todos os que visitam este BLOG.
Ultimamente as mensagens (posts) são poucas, não por falta de ideias, simplesmente por falta de fotos e de noticias do que se passa em Frechas, porque isto de fazer um blog à distância é um tanto ou pouco complicado, mas lá vai indo... aos poucos!!!

segunda-feira, 25 de junho de 2007

IGREJA




Conforme consta em Memórias Paroquiais de Frechas, de 1758, a igreja matriz continha nessa data cinco altares: Altar mor, o de Nossa Senhora do Rosário, o de Senhor Crucificado, o de santa Luzia e o das Almas, substituidos o de Nossa Senhora do Rosário pela actual de Nossa Senhora de Fátima, o de santa Luzia substituido pelo do Sagrado Coração de Jesus. A porta principal da Igreja é encaixilhada em granito, e em cima tem um nicho cercado pela mesma rocha, com a imagem de São Miguel, o Padroeiro.
O telhado da torre em forma de pirâmide quadrangular, decorado com telhas em vários tons, verde, tijolo e beje escuro.

sexta-feira, 15 de junho de 2007

PELOURINHO

Era uma coluna em pedra, colocado em lugar público, geralmente em Praça pública - O Forum, em frente ao edificio da Camara de cidade, ou vila, para exercer a sua justiça. Era o distintivo da jurisdição do concelho e da sua autonomia municipal a partir do século XIII. Aquele que não tivesse no cimo gaiola, onde punham os criminosos à vergonha e escárneo público, os dilinquentes eram amarrados á coluna e se o Juiz era cruel, suspensos por baixo dos braços às suas argolas, onde eram mutilados ou açoutados de acordo com a gravidade do crime e uso da época.

O de Frechas é um exemplar de notável valor artístico, em estilo românico, esculpido em granito, considerado a joia artística da freguesia.
mede 4.60m, acima do nível
do escadatório, este em forma triangular de cinco degraus, com a altura de um metro, que fazem de suporte à base octogonal, ornamento com besantes(antigas moedas de ouro bizantinas). O fuste é também oitavado, ostentando a mesma decoração, acrescida de florões.

segunda-feira, 11 de junho de 2007

Campeonato Nacional longo de Triatlo


Frechas (Mirandela), local estreante para o Campeonato Nacional Longo de 2007Já abriram as inscrições para o HOMEM de FERRO 2007, Campeonato Nacional de Triatlo Longo. O prazo de inscrições com taxas especiais para Triatletas Portugueses termina já dia 15 de Junho.
De Idanha-a-Nova em 2006, o Campeonato Nacional Longo de Triatlo vai transferir-se de local.
Desta vez mais a Norte, em Frechas, uma freguesia do concelho de Mirandela, foi o local eleito para esta competição onde se concentrarão todos os triatletas portugueses adeptos das longas distâncias.

A Junta de Freguesia de Frechas é a entidade organizadora tendo a parceria da empresa Penha Aventura.
Consulte:
http://www.homemdeferro.org/

CartazHomemde Ferro2007

domingo, 10 de junho de 2007

Central meleira


A Central Meleira da Terra Quente (CMTQ) vai começar a trabalhar, no Complexo Agro-Industrial do Cachão. O arranque da actividade foi anunciado no Dia do Apicultor, na passada sexta-feira, que decorreu no Centro Educativo da Actividade Melífera, em Vilarelhos, concelho de Alfândega da Fé. Após obras de remodelação, a unidade do Cachão, na freguesia de Frechas, já pode receber uma máquina que permitirá extrair o mel em maiores quantidades e com qualidade superior, utilizando menos mão-de-obra.

Cheguei


Cheguei…
Chegar a casa é sempre um dos melhores motivos para se viajar. A sensação de retorno é indescritível! Conhecer o Mundo fica ainda mais fascinante quando se chega a casa com novos conhecimentos, amigos, sítios que nos marcam, etc.

quinta-feira, 31 de maio de 2007

Rio




O Rio Tua está na base do desenvolvimento existente em Frechas e Cachão. No Inverno era atravessado de barco, no Verão a vau junto do açude.
Fotos: Praia fluvial de Frechas (parece punta cana)

Regedor


Era uma das personagens emblemáticas da Freguesia, considerado e respeitado por todos os habitantes.
Há lembrança dos regedores mais antigos de Frechas. Nos meados do século XX foram, entre outros, nomeados o Sr. Joaquim Correia, Sr. José Joaquim carriço, emigrado pra o Brasil, assim como o Sr. Silvino António, que depois de deixarem o cargo continuaram a ser aplidados de Regedor, assim como alguns dos seus descendentes.
Foto: Bar da praia fluvial de Frechas

Praia de Frechas 1972


Eu e o meu Pai em gosto de 1972, na praia de Frechas.
Só para recordar!!!

FÉRIAS





Amanhã vou de férias para a praia, vou estar ausente mais de uma semana, até lá fiquem bem e não se esqueçam de visitar o blog, pois o mesmo vai ficar sozinho. hehehe
Vou deixar alguns novos posts, devido á paragem!!!

saudações


quarta-feira, 30 de maio de 2007

terça-feira, 29 de maio de 2007

PARABÉNS


Já são duas mil visitas, queria agradecer a todos os visitantantes, especialmente aos que aqui deixam os seus comentários e que participam nos foruns.
Obrigado a todos.

segunda-feira, 21 de maio de 2007

E aqueles, que por obras valerosas se vão da lei da morte libertando I

São em grande número os individuos pertencentes no passado á classe média que se tornaram famosos devido ao seu trabalho e muito esforço para o conseguirem.
Um deles foi o conceituado médico João Trigo Moutinho, casado com D. Elisa Araujo, uma pessoa carismática, muito bondoso, sem preconceitos sociais, tratando todos os pacientes de igual forma. Nas consultas tanto internas como externas não cobrava qualquer honorário aos mais necessitados, antes pelo contrário dava-lhes o dinheiro necessário para aviarem a receita.
Damasceno Campos, filho de Josér campos, oriundo de Frechas, foi governador civil de Bragança e Leiria, Provedor da Santa Casa da Mesericórdia de Lisboa.
Manuel Pizarro foi professor na Figueira da Foz e é proprietário de uma Quinta em Frechas.
Luis Augusto Martins, oriundo de Frechas, formado em direito pela Universidade de Coimbra, foi conselheiro diplomático do Presidente Ramalho Eanes, exerceu funções diplomáticas nos USA, Canadá, Congo, Angola e Zimbaboé, onde faleceu em serviço.
Joaquim Henriques Martins, irmão do anterior, é formado em medicina pela Universidade do Porto. Especializou-se na Alemanha em cirurgia cardio-vascular, sendo considerado um dos melhores cirurgiões em flebologia.
(Continua)

O HOMEM DE FERRO



HOMEM de FERRO 2007
O HOMEMdeFERRO é um Triatlo International de Longa Distância, composto por um segmento de natação com 3 kilómetros, um de ciclismo com 80 kilómetros e, para terminar, um de corrida a pé de 20 kilómetros , tudo seguido e sem paragem do cronómetro. Realizar-se-á no Concelho de Mirandela, Portugal, no fim de semana de 15 e 16 de Setembro de 2007.
Depois do sucesso alcançado em 2006, o HOMEMdeFERRO está de volta em 2007 pelo sexto ano consequtivo. Novamente, este evento será Campeonato Nacional de Triatlo Longo, nas distâncias de "duplo-olímpico" e, também, Campeonato Ibérico da mesma vertente.

A prova realizar-se-á no fim de semana de 14 a 16 de Setembro de 2007, com partida marcada para as 8h na Praia Fluvial de Frechas

o HOMEMdeFERRO é Campeonato Nacional e Ibérico de Triatlo Longo e será composto pelos seguintes segmentos:
3 kilómetros de natação
80 kilómetros de ciclismo
20 kilometros de corrida a pé


Mais informações sobre este acontecimento "brevemente".

quinta-feira, 17 de maio de 2007

Um elefante branco

O complexo agro-industrial do Cachão foi criado em 1964 com uma área de 9 hectares e foi responsável por larga fatia de oferta de trabalho, apoio aos agricultores e criação de riqueza da região transmontana. O grande impulsionador foi Camilo de Mendonça, conhecedor da região e seu acérrimo defensor, que pretendia valorizar e expandir as produções agro-pecuárias regionais, pela transformação industrial e consequente comercialização para o mercado interno, embora a sua maior capacidade, onde tinha maior repercussão, fosse o mercado externo.Desenvolveu unidades de fruticultura, horticultura, destilação de vinhos e azeites e criando mais mil postos de trabalho.

Vale da Sancha e a fonte dos milagres

Os anos foram passando, mas na aldeia de Vale da Sancha, na freguesia de Frechas, permanecem os hábitos e os costumes de antigamente. Nesta localidade do concelho de Mirandela, as grandes mudanças nos últimos tempos foram a chegada da electricidade e do saneamento, condições que, por si só não bastaram para prender os jovens. Situada na encosta da serra de Bornes e rodeada por montes e montanhas, Vale da Sancha guarda uma beleza paisagística característica das terras transmontanas. É com orgulho que a população fala da imponência dos montes, que guardam a história das minas do Cabeço Figueiro e da Pedra Luz, onde, outrora, se extraiu volfrâmio. Os habitantes, que rondam as duas centenas, na sua maioria idosos, ocupam os seus dias com as actividades do campo, a lida da casa e os momentos de fé. Quem resiste em Vale da Sancha vai percorrendo as ruas, refugia-se nos dois cafés da localidade, ou senta-se na soleira da porta a fazer renda ou croché. Embora durante a semana haja alguma movimentação, é nos meses de Verão e, até, aos fins-de-semana que a aldeia ganha vida. Longe vão os tempos em que a população palmilhava a pé cerca de cinco quilómetros, por um caminho de terra batida, para apanharem o comboio em Frechas. Agora, as quatro crianças que ainda resistem em Vale da Sancha viajam diariamente de autocarro até à sede de freguesia, após o encerramento da escola primária da aldeia.Para irem ao médico, a distância aumenta para cerca de 20 quilómetros, dado que têm que se deslocar a Mirandela. A construção de um Centro de Dia, a visita de um médico e a melhoria dos transportes públicos, que só funcionam em período de aulas, são algumas das reivindicações dos populares.No entanto, o presidente da Junta de Freguesia de Frechas, Jorge Pereira, afirma que não é possível construir infra-estruturas em todas as aldeias, pelo que os habitantes de Vale da Sancha recebem apoio do Centro de Dia de Frechas. No campo da saúde, o autarca realça que a situação só vai melhorar com a chegada de uma Unidade Móvel de Saúde ao concelho de Mirandela.

segunda-feira, 14 de maio de 2007

LAVADOUROS


O grande lavadouro público ainda continua a ser o rio Tua, com as pedras de esfregar a roupa bem limadas.

terça-feira, 8 de maio de 2007

Descrição


Logo na Rua da Estação, que dá acesso à aldeia, a partir da E. N. Mirandela, Vila Flor, encontramos à direita:
Um cruzeiro, a escola pré primária e primária com o seu jardim fronteiriço, a sede da Junta de Freguesia.
Lá mais à frente, depois de passarmos por entroncamentos de várias ruas que vão dar a esta principal, como a rua das Alminhas com nicho em azulejo, chegamos ao Largo do Pelourinho.
Àquele Largo vão ter e partem outras ruas que também são fundamentais para o movimento local:
A de S. Miguel que segue para a Igreja e para o Bairro de N.ª Sr.ª de Lurdes, e a outra que parte em direcção contrária e dirigida à Rua do Rio e ao Terreiro.
A juntar a outras secundárias para outros sentidos que vão embocar nestas, ficamos com a forma como se estendeu o seu povoamento.
Obrigado por teres visitado o meu blogue e volta sempre.